Mas era um profissional com experiência... Por que não deu certo?

Veja porque algumas vezes você contrata uma pessoa com experiência para trabalhar na sua empresa e depois percebe que ela não está com o resultado que você esperava.

Se isso já aconteceu com você, é muito provável que uma das razões seja por você ter pulado uma etapa muito importante da contratação que é o treinamento no modo peculiar (específico) de cada empresa.


Esse tipo de contratação é como a de uma cozinheira para sua casa. Além da experiência que ela traz, é necessário que adapte o seu modo de cozinhar 
 ao paladar da casa.

Do mesmo modo que limpar a casa exige uma série de detalhes, o ato de cozinhar requer muitos cuidados. Além dos detalhes, é necessário adaptar-se ao paladar de cada pessoa servida pela cozinheira. Algumas apreciam a comida com mais sal, menos sal, mais ou menos tempero, gostam ou não gostam de cebola, alho, e assim por diante. Traduzindo para o contexto organizacional, isso equivale a aqueles detalhes que são específicos de determinada empresa. 

Estava, certa vez, em uma loja de calçados, a trabalho, e, en- quanto caminhávamos com a proprietária, ela comentou: “Está vendo como aquela colaboradora está vendendo a bota?”. Eu, com ar de quem não tinha entendido nada, me perguntei: mas o que há de errado? Em minha opinião, a vendedora estava sendo muito atenciosa para com a cliente. Desengonçada, perguntei-lhe: “Mas qual é o modo certo a seu ver?”. Ela me disse: “A bota deve ser colada na palma da mão e apresentada ao cliente com o bico para a frente”. 

Esse modo de apresentar uma bota ao cliente é característico daquela empresa. Talvez isso já não seja tão relevante noutras. Quase todos os negócios possuem alguma rotina de funcionamento que os diferencia dos demais, seja no modo de atender ao telefone, seja na identificação, seja, ainda, na forma de entregar a mercadoria. Mas esse modo particular de proceder deve ser informado a quem está entrando na organização, ou assumindo uma nova função dentro dela. 

Nas empresas não é diferente, cada negócio possui rotinas de funcionamento que os diferenciam dos demais, seja no modo de atender ao telefone, seja na identificação, seja ainda, na forma de entregar a mercadoria. Mas esse modo particular de proceder deve ser informado a quem está entrando na organização, pois ele é característico desta empresa, e talvez já não seja tão relevante noutras.

 

Curta e comente sobre o que você pensa sobre isso.

 

 




#conteudo2#

#htmlPersonalizado#