A lição dos MORANGUINHOS na Gestão de Pessoas.

Empreendedor, como lidar com aquele colaborador que não trata o cliente como deveria?

Certa manhã estava caminhando no centro da cidade e avistei dois rapazes vendendo moranguinhos na calçada. Percebi que além de anunciarem o produto, ficavam “mexendo” com as mulheres que passavam por ali. Quando me aproximei do local, não foi diferente comigo; um deles, com um certo ar de insinuação, falou: “olha o moranguinho... olha o moranguinho... e moça bonita não paga.”

Nesse instante, já havia passado por eles e parei. Pensei! “Opa! Moça bonita não paga?”. Dei meia volta e os rapazes entenderam, por certo, que eu iria comprar os moranguinhos. Peguei algumas bandejas e disse: “muito obrigada! por duas razões: uma pelo elogio e outra pelos moranguinhos”.

O rapaz que havia falado ficou todo sem jeito e mal podia acreditar na “pisada de bola” que havia dado. Com os moranguinhos na mão disse-lhes: “falou, está falado, e que isso sirva-lhes de lição do que não se deve falar aos clientes”.

Sem ressentimento! Saí com os moranguinhos. Acredito que tão cedo, não repetirão essa frase e nem tão pouco farão insinuações às mulheres.

Depois do ocorrido, fiquei refletindo se havia agido certo, mas não restou-me dúvida de que deveria ter dada aquela lição.

FAÇA PARTE DA MINHA LISTA DE GESTORES CRIATIVOS
Informe Seu Melhor E-mail, Receba conteúdos exclusivos
e torne mais Fácil a Gestão da Sua Equipe!

É muito comum encontrarmos pessoas que na presença do cliente ficam falando besteiras, seja no sentido de falar qualquer coisa, seja no sentido de falar coisas que não devem ser faladas, seja prometendo aquilo que não possam cumprir, ou colaboradores tratarem de assuntos extremamente constrangedores na presença de clientes, enquanto aguardam por atendimento.

E o que fazer quando você tem esse tipo de pessoa na sua empresa?

A primeira atitude a tomar é dar a dor a quem a causou.

Não adianta chamar todas as pessoas para uma reunião, mudar estratégias, e não atuar no comportamento daquela pessoa. O correto é tratar desse assunto diretamente com ela. Caso este comportamento seja comum também aos demais colaboradores, aí já é outro problema, que deverá ser tratado num termo mais amplo de gestão.

O segundo passo é mostrar ao colaborador o impacto que aquela atitude causou para o cliente e para a empresa, muitas vezes, é de causar espanto, mas elas não têm a menor ideia, até porque, se tivessem, não o fariam.

Outro ponto importante é focar o treinamento destas pessoas no comportamento e não somente em técnicas de vendas.


#conteudo2#

#htmlPersonalizado#